Skip to main content

Entre as fontes de receitas da UE, incluem-se: as contribuições dos Estados-Membros; os direitos de importação aplicáveis aos produtos provenientes do exterior da UE; uma nova contribuição sobre os resíduos de embalagens de plástico não reciclados; as coimas impostas às empresas que não cumprem a regulamentação europeia. Os países da UE chegam a acordo sobre o montante total do orçamento da UE e a forma como será financiado com vários anos de antecedência. 

O orçamento europeu

O orçamento da UE é financiado pelas seguintes fontes

  • uma percentagem do rendimento nacional bruto de cada país (RNB), proporcional à sua riqueza
  • os direitos aduaneiros sobre as importações provenientes de fora da UE;
  • uma pequena percentagem do IVA cobrado por cada país
  • com princípio em 2021, uma contribuição sobre os resíduos de embalagens de plástico não reciclados
  • outras receitas, incluindo contribuições de países de fora da UE para certos programas, juros de mora e multas, bem como quaisquer montantes remanescentes do ano anterior

Para financiar o NextGenerationEU, a Comissão Europeia obterá fundos nos mercados internacionais de capitais, pagáveis a muito longo prazo, até 2058.